HOMEOPATIA E CARACTERÍSTICAS HOMEOPÁTICAS

HOMEOPATIA E CARACTERÍSTICAS HOMEOPÁTICAS
Rosmeire Paixão é Homeopata Clássica Terapeuta CONAHOM 1274 email: rosmeire.homeopatias@gmail.com

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

O tratamento homeopático é lento?


 Nem sempre o tratamento homeopático é lento. Depende da doença e do paciente. Há doenças que se desenvolvem de maneira rápida – são as doenças agudas, que podem ser tratadas também de forma rápida. E outras que se manifestam lentamente – as doenças crônicas -, curadas de forma mais lenta.
A duração do tratamento depende da idade do paciente, do tempo da doença e dos tratamentos a que a pessoa foi submetida anteriormente.
Durante o tratamento das doenças crônicas, pode haver períodos de melhora ou de piora, considerados absolutamente normais.
Os sintomas vão ficando cada vez mais fracos, até desaparecerem por completo.

Como a Homeopatia vê cada pessoa?

Para a Homeopatia, cada pessoa é única, isto é, não se divide.
Ela trata o doente levando em conta não só suas queixas físicas mas, principalmente, o modo como pensa, seus hábitos, predisposições herdadas dos familiares, a maneira como reage aos acontecimentos da vida... Enfim, a Homeopatia tenta conhecer a totalidade da pessoa, ou seja, suas qualidades características.
Os seres humanos são diferentes uns dos outros e, portanto, possuem energias diferentes. Por isso, o medicamento homeopático que atua de modo favorável em uma pessoa pode não atuar, ou atuar de modo desfavorável em outra pessoa.
Ao contrário da medicina convencional, onde uma mesma doença em pacientes diferentes pode ser combatida com a mesma medicação, na Homeopatia, mesmo em se tratando de um problema comum, a terapia varia de acordo com as reações próprias de cada indivíduo.

O que a Homeopatia trata?

A Homeopatia não se aplica apenas a casos mais leves ( como resfriados), a doenças crônicas persistentes, alergias, etc. Ela trata, também, moléstias agudas e infecções, sendo útil em queimaduras, ferimentos e em primeiros-socorros. O uso de medicamentos não substitui as práticas padronizadas de primeiros-socorros, nem os cuidados médicos apropriados.
Mas é importante lembrar: a Homeopatia não faz milagres. Só cura o que for curável! Por exemplo, algumas doenças surgem no momento da concepção (fecundação do óvulo pelo espermatozóide), como a hemofilia e a Síndrome de Down. São as chamadas doenças hereditárias. Essa condição é como a cor dos olhos: não se pode mudar. Mas o tratamento homeopático pode diminuir a predisposição desses pacientes a ficarem doentes.

Nas doenças chamadas profissionais, como o saturnismo (intoxicação pelo chumbo), silicose (doença dos trabalhadores que atuam junto às pedreiras), etc. o tratamento homeopático pode ser muito útil. De qualquer forma, há necessidade de serem mudadas as condições de trabalho.
Nas doenças carenciais – isto é, aquelas provocadas pela dificiência de vitaminas, proteínas, minerais, etc., como escorbuto (deficiência de vitamina C) ou má nutrição protéico-calórica -, o principal tratamento é o próprio alimento. Por isso é importante uma alimentação equilibrada e saudável.

As doenças parasitárias são conseqüência da falta de higiene e saneamento. O medicamento homeopático pode equilibrar o organismo, expulsando esses parasitas. Mas não se pode reverter essa situação social. Em alguns lugares, essas doenças são condições permanentes, endêmicas, de difícil controle, tanto pelo método homeopático, como pelo alopático.
Nos casos de maior urgência, quando está em jogo a vida do paciente (asfixia, grandes hemorragias e situações de emergência cirúrgica) e não há tempo para a ação do remédio homeopático, deve-se recorrer ao arsenal terapêutico convencional.
Enfim, o tratamento homeopático pode ser útil, sozinho ou associado ao tratamento convencional, para todos os doentes.

Como é o tratamento homeopático?

A homeopatia trata os doentes com base na filosofia vitalista, levando em consideração que toda pessoa possui uma energia que a mantém viva – a chamada energia vital. Essa energia vem do Universo e mantém o funcionamento harmônico de todo o organismo no estado de saúde. Quando a energia vital não está em equilíbrio, fica-se doente.
O desequilíbrio dessa energia manifesta-se no corpo e na mente. Observe todas as mudanças que ocorrem quando se fica doente: humor, disposição, ânimo, apetite, sono, sede, transpiração, funcionamento dos intestinos, etc.
Não há doença do corpo que não afete a mente, nem doença da mente que não afete o corpo. Corpo e mente são inseparáveis.

A cada dia aumenta o número de médicos e de outros profissionais de Saúde (dentistas, veterinários, farmacêuticos, terapeutas, psicólogos, etc) interessados em conhecer, estudar e aplicar a Homeopatia.

Atualmente, existem cursos de Especialização em Homeopatia em quase todos os Estados brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário